quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Questão de escolha.


A-M-O-R.
Uma palavra de várias interpretações, conceitos e concepções.
O amor para mim é uma escolha.
Amor é trágico.
Se você não ama, é uma tragédia estar só.
Mas se você ama, é uma tragédia sofrer.
Não que todas as pessoas sofram por estarem amando, mas em algum momento com certeza, sentirão a agonia de estarem amando.
Dizem que o tão sonhado amor muda as pessoas.
Eu realmente pensei que fosse assim. Acabei descobrindo, que nem mesmo essa tal magia consiga me transformar.
Dizem também que não podemos controlar esse sentimento, que não sabemos quando ele vai chegar e dilacerar nossas veias. Mais uma vez discordo.
Pelo menos eu me considero imune ao amor. Hipocrisia da minha parte? Não, realidade.
Isso não quer dizer que eu não ame, apenas consiste no fato de que eu corro dele. E tem dado certo.
Infelizmente, ou não.. A razão toma conta dos meus atos contínuos.
Conclui que o amor é apenas opção pra quem quer morrer.
Amor para os ''fortes'' é sustentação e até mesmo a sua força. Para os ''fracos'' como eu, é a chave pra um precipício, e quem em sã consciência quer abrir essa porta?

Amar não é fácil não. Parece tão puro, mas acaba contigo.

Um comentário:

  1. éé, o amoor é foda :S

    parabéns pelo texto! =]

    bjão!





    Caseira =]

    ResponderExcluir